Wednesday, April 26, 2006

Desafio R&R - Reflita & Responda

Se uma criança é educada no uso de uma calculadora, qual o impacto disso na apropriação do uso de outras tecnologias que possuem interface semelhante?
Colaborador: Matheus Eduardo em Patrulleros

2 Comments:

At 11:19 AM, Anonymous Marcelo (Tester) said...

Bom, penso que novos pontos têm de ser analisados. A pergunta é simples, mas envolve diversos parâmetros, que dependendo do que se escolhe, teremos diversas respostas diferentes.

A primeira coisa é saber se a calculadora da pergunta é uma calculadora básica, daquelas encontradas por R4 1,99 nos camelôs de BH, ou se é uma HP 48G? Bom... irei considerar a calculadora básica. pra simplificar as coisas. :)

A segunda coisa é saber se o funcionamento dos futuros aparelhos com interface de calculadora seguem o funcionamento da calculadora primeva. Já explico utilizando o exemplo da calculadora 48G. Qdo comecei o curso de Eng. Controle de Automação, uma das primeiras providências da turma foi a compra de calculadoras da HP pra enfrentarmos as aulas de cálculo. Qual não foi a supresa de muitos ao perceber que não conseguiamos fazer 1 + 1 na fantástica calculadora apesar das várias tentativas?

Apesar da 48G ter o teclado com a mesma interface de uma calculadora básica (é claro que ela contém dezenas de botões a mais, porém há um subconjunto que é idêntico ao de uma calculadora básica) ela funciona de modo diferente. Se vc aperta as teclas [1], [+], [1] e [=] respectivamente, vc não encontrará 2 como resultado. Isso se dá por ela trabalhar com o método de pilha. Para que a conta seja feita de maneira correta você deve digitar [1], [enter] (isso coloca o digito na pilha), [1] e [+] (soma o número digitado com o último digito da pilha).

Dessa forma, entendo que uma criança educada no uso de uma calculadora terá maior facilidade na apropriação do uso de outras tecnologias que possuem interface semelhante se as funções executadas pelos componentes dessa interface, em conjunto ou não, são semelhantes.

Um outro exemplo bacana é a nossa notação numérica (arábica) e o uso da base decimal para fazermos nossos cálculos cotidianos. Todos fomos educados desde crianças a utilizar a notação arábica e a base decimal, porém podemos perceber que existe uma dificuldade enorme em aprendermos a trabalhar em outras bases. Ou será alguém aí consegue fazer contas na base 7 tão naturalmente qto na base 10? Apesar da base 7 utilizar a mesma interface (um conjunto reduzido dos componentes da base 10)temos uma enorme dificuldade em utilizá-la, mesmo conhecendo desde pequenos a sua interface.

Bom... já escrevi demais. Tô passando a bola. :)

Em tempo: Existem somente 10 tipos de pessoas no mundo inteiro: Aquelas que entendem binário e aquelas que não entendem. :D

 
At 6:40 PM, Anonymous Anonymous said...

ler todo o blog, muito bom

 

Post a Comment

<< Home